X

Família Almeida - Bahia.

Cartas dos Missionários.

Evaldo, Jandira e família, há um ano na Bahia, contam do trabalho na região de Camamu.

Ao chegar em Moreré, uma comunidade de pescadores próxima a Boipeba, conheci Jerônimo, um simpático garoto de 13 anos de idade.
Jerônimo não fala direito, tem problemas de coordenação motora; nasceu com as pernas atrofiadas, os pezinhos dobrados para dentro, por isso não anda, engatinha.
Ele mora com os pais e mais 8 irmãos em uma pequena casa de taipa num terreno onde vivem outras famílias, em situação precária.
O mais marcante é que Jerônimo tem um sorriso tão cativante que envolve a gente e nos faz querer estar com ele o tempo todo.
Conversei com Jerônimo sobre Jesus e Seu amor e demonstrei meu afeto por ele. Depois o convidei para ir aonde estava a equipe de evangelistas, que trabalhava conosco naqueles dias, para cortar o cabelo. Jerônimo me surpreendeu dizendo que não queria ir, pois tinha medo. Depois ele se encheu de ‘coragem’ e foi. Recebeu mais carinho, mais uma palavra sobre a Graça do Pai, um bom corte de cabelo, uma cesta básica para sua família, a equipe orou por ele, e seu sorriso ficou ainda muito mais largo!!
Na semana passada, atuamos numa vila chamada Ponta, com uma equipe de saúde atendendo no barco clínica e em terra, com pediatra, oftalmo, ginecologista, clínicos, dentistas, laboratorista, exame de ultra-sonografia, .... Foram centenas de atendimentos em um dia e meio de trabalho. Entretanto, o que mais nos deu alegria foi a ênfase da pregação da Palavra de Deus. Nenhuma oportunidade foi desperdiçada. Todos ouviram a Mensagem e souberam que estávamos ali porque Deus os ama e tem poder para cuidar de cada um deles.
Nossa vida aqui na Bahia tem sido de permanente dependência do Senhor. Fazemos tudo buscando Sua orientação, aprovação, sabedoria. Precisamos estar vigilantes todo tempo. Então, podemos nos deliciar com o agir de Deus e, apesar de não merecermos, ter o privilégio de sermos usados como canais por onde chega a salvação, a esperança, a transformação, a alegria, na vida de tanta gente.
Você que ora por nossa família, contribui financeiramente para que nada nos falte, nos encoraja através de telefonemas, e-mails, cartas e visitas, tem participação nesse ministério. Em cada ilha que chegamos, em cada beirada que pisamos, não vamos sozinhos, você está conosco; e você não pode imaginar como agradecemos a Deus por sua vida e por estarmos unidos.
Nossa família segue aprendendo mais e mais do Senhor.
Eu e Dira temos vivido momentos surpreendentes de batalha e desafios e seguimos, perseverantes, certos de que Deus cumprirá Seu propósito em nós e através de nós.
Silas e Lídia, nossos presentes, enchem nosso lar de muita alegria. É maravilhoso vê-los brincando com outras crianças das vilas, se relacionando com tanta gente diferente das equipes e aplicando os ensinamentos que transmitimos a eles; lógico que não podemos descansar nessas conquistas, pelo contrário, a cada dia nos conscientizamos da importância da educação, disciplina e amor constantes.
Continuamos contando com seu apoio e queremos encorajar você a permanecer firme fazendo tudo por amor Àquele que nos amou primeiro. É nEle que esperamos. É por Ele que queremos ser aprovados e, pela Sua misericórdia, oramos como Neemias: “Lembra-te de mim, ó meu Deus, levando em conta tudo o que fiz por este povo.” Ne. 5.19

Um forte e demorado abraço.
Evaldo, Jandira, Silas e Lídia

A vida só pode ser entendida olhando-se para trás. Mas só pode ser vivida olhando-se para frente.

desconhecido

mais frases

Powered by Genesis Digital