X

Leucemia

A leucemia uma doena maligna dos glbulos brancos (leuccitos) de origem, na maioria das vezes, no conhecida. Ela tem como principal caracterstica o acmulo de clulas jovens (blsticas) anormais na medula ssea, que substituem as clulas sangineas normais. A medula o local de formao das clulas sangneas, ocupa a cavidade dos ossos (principalmente esterno e bacia) e conhecida popularmente por tutano. Nela so encontradas as clulas mes ou precursoras, que originam os elementos figurados do sangue: glbulos brancos, glbulos vermelhos (hemcias ou eritrcitos) e plaquetas.

Os principais sintomas da leucemia decorrem do acmulo dessas clulas na medula ssea, prejudicando ou impedindo a produo dos glbulos vermelhos (causando anemia), dos glbulos brancos (causando infeces) e das plaquetas (causando hemorragias). Depois de instalada, a doena progride rapidamente, exigindo com isso que o tratamento seja iniciado logo aps o diagnstico e a classificao da leucemia. Segundo as Estimativas de Incidncia de Cncer no Brasil para 2006, publicadas pelo INCA, as leucemias atingiro 5.330 homens e 4.220 mulheres este ano.

O tipo de leucemia mais freqente na criana a leucemia linfide aguda (ou linfoblstica). A leucemia mielide aguda mais comum no adulto. Esta ltima tem vrios subtipos: mieloblstica (menos e mais diferenciada), promieloctica, mielomonoctica, monoctica, eritroctica e megacarioctica.

Diagnstico

As manifestaes clnicas da leucemia aguda so secundrias proliferao excessiva de clulas imaturas (blsticas) da medula ssea, que infiltram os tecidos do organismo, tais como: amgdalas, linfonodos (nguas), pele, bao, rins, sistema nervoso central (SNC) e outros. A fadiga, palpitao e anemia aparecem pela reduo da produo dos eritrcitos pela medula ssea. Infeces que podem levar ao bito so causadas pela reduo dos leuccitos normais (responsveis pela defesa do organismo). Verifica-se tendncia a sangramentos pela diminuio na produo de plaquetas (trombocitopenia). Outras manifestaes clnicas so dores nos ossos e nas articulaes. Elas so causadas pela infiltrao das clulas leucmicas nos ossos. Dores de cabea, nuseas, vmitos, viso dupla e desorientao so causados pelo comprometimento do SNC.

A suspeita do diagnstico reforada pelo exame fsico. O paciente pode apresentar palidez, febre, aumento do bao (esplenomegalia) e sinais decorrentes da trombocitopenia, tais como epistaxe (sangramento nasal), hemorragias conjuntivais, sangramentos gengivais, petquias (pontos violceos na pele) e equimoses (manchas roxas na pele). Na anlise laboratorial, o hemograma estar alterado, porm, o diagnstico confirmado no exame da medula ssea (mielograma).

Tratamento

Como geralmente no se conhece a causa da leucemia, o tratamento tem o objetivo de destruir as clulas leucmicas, para que a medula ssea volte a produzir clulas normais. O grande progresso para obter cura total da leucemia foi conseguido com a associao de medicamentos (poliquimoterapia), controle das complicaes infecciosas e hemorrgicas e preveno ou combate da doena no sistema nervoso central (crebro e medula espinhal). Para alguns casos, indicado o transplante de medula ssea.

O tratamento feito em vrias fases.

A primeira tem a finalidade de atingir a remisso completa, ou seja, um estado de aparente normalidade que se obtm aps a poliquimioterapia. Esse resultado conseguido entre um e dois meses aps o incio do tratamento (fase de induo de remisso), quando os exames no mais evidenciam clulas leucmicas. Isso ocorre quando os exames de sangue e da medula ssea (remisso morfolgica) e o exame fsico (remisso clnica) no demonstram mais anormalidades.
Entretanto, as pesquisas comprovam que ainda restam no organismo muitas clulas leucmicas (doena residual), o que obriga a continuao do tratamento para no haver recada da doena. Nas etapas seguintes, o tratamento varia de acordo com o tipo de leucemia (linfide ou mielide), podendo durar mais de dois anos nas linfides e menos de um ano nas mielides. So trs fases:

consolidao (tratamento intensivo com substncias no empregadas anteriormente);
reinduo (repetio dos medicamentos usados na fase de induo da remisso) e
manuteno (o tratamento mais brando e contnuo por vrios meses).
Por ser uma poliquimioterapia agressiva, pode ser necessria a internao do paciente nos casos de infeco decorrente da queda dos glbulos brancos normais pelo prprio tratamento.

Principais Procedimentos Mdicos no Tratamento da Leucemia

Mielograma: um exame de grande importncia para o diagnstico (anlise das clulas) e para a avaliao da resposta ao tratamento, indicando se, morfologicamente, essas clulas leucmicas foram erradicadas da medula ssea (remisso completa medular). Esse exame feito sob anestesia local e consiste na aspirao da medula ssea seguida da confeco de esfregaos em lminas de vidro, para exame ao microscpio. Os locais preferidos para a aspirao so a parte posterior do osso ilaco (bacia) e o esterno (parte superior do peito). Durante o tratamento so feitos vrios mielogramas.

Puno lombar: A medula espinhal parte do sistema nervoso, que tem a forma de cordo, e por isso chamada de cordo espinhal. A medula forrada pelas meninges (trs membranas). Entre as meninges circula um lquido claro denominado lquor. A puno lombar consiste na aspirao do lquor para exame citolgico e tambm para injeo de quimioterapia com a finalidade de impedir o aparecimento (profilaxia) de clulas leucmicas no SNC ou para destru-las quando existir doena (meningite leucmica) nesse local. feita na maioria das vezes com anestesia local e poucas vezes com anestesia geral. Nesse ltimo caso, indicado em crianas que no cooperam com o exame.

Cateter Venoso Central: Como o tratamento da leucemia aguda pode alcanar at trs anos de durao e requer repetidas transfuses e internaes, recomenda-se a implantao de um cateter de longa permanncia em uma veia profunda, para facilitar a aplicao de medicamentos e derivados sangneos alm das freqentes coletas de sangue para exames, evitando com isso punes venosas repetidas e dolorosas.

Transfuses: Durante o tratamento, principalmente na fase inicial, os pacientes recebem, quase diariamente, transfuses de hemceas e de plaquetas, enquanto a medula ssea no recuperar a hemopoese (produo e maturao das clulas do sangue) normal.

"Que o sussurrar do vento te leve um beijo carinhoso e eterno e me deixe em seus pensamentos para que a distncia no apague de ti minha existncia."

desconhecido

mais frases

Powered by Genesis Digital