X

Os Casaques

Durante mais de mil anos os Casaques pastorearam rebanhos de ovelhas, cavalos camelos e bovinos pelas vastas estepes da sia Central, do mar Cspio China. Dois sculos de dominao russa mudaram tudo.

Em busca de uma identidade.

O comunismo e a catstrofe ecolgica juntaram-se ao Isl, influenciando os Casaques.

BANNER
Janderbek, um jovem casaque, parecia voar na pastagem, galopando velozmente seu cavalo. A emoo corria em suas veias, enquanto a msica do seu povo, exaltando o passado herico, jorrava de um cassete preso sela. Janderbek era um descendente dos lendrios cavaleiros das hordas mongis de Gengis Khan, que conquistaram a sia Central no sculo treze, mesclando-se aos turcos ancestrais, formando o que hoje o Casaquisto. Por instantes o jovem imaginou-se como um belo heri das lendas do seu povo. Em sua imaginao estava armado para a caa e para prevenir-se do inimigo que tentava roubar o precioso rebanho do seu cl. De repente, Janderbek foi obrigado a freiar o cavalo, diante de uma cerca. Clara advertncia de que a vida nmade havia sido substituda pelas fazendas coletivas altamente mecanizadas, onde se cultivavam gros em vez de criar rebanhos. Janderbek, que passava frias de vero em seu pas, era semelhante a muitos de seus companheiros que agora viviam em apartamentos e trabalhavam em fbricas. Outros casaques tambm foram preparados para viver numa sociedade moderna e industrializada. Como seus pares, Janderbek busca um sentido para o passado glorioso, tentando uma compensao para os dias confusos de sua existncia atual.

De nmade a comunista

Durante mais de mil anos seus ancestrais pastorearam rebanhos de ovelhas, cavalos camelos e bovinos pelas vastas estepes da sia Central, do mar Cspio China. Dois sculos de dominao russa mudaram tudo. medida que a Rssia avanava para garantir rotas comerciais seguras, fazendas e explorao das riquezas naturais, os casaques se tornaram minoria dentro de seu prprio territrio. Com a coletivizao obrigatria, metade da populao casaque foi simplesmente dizimada pelos comunistas. Forados a abandonar a vida nmade, os casaques passaram industria. Tais mudanas tiveram custo muito alto para o povo e a terra. Os rios que corriam para o mar de Aral, que j foi o quarto maior mar interior do mundo, foram desviados para irrigao das culturas de algodo. O resultado foi a destruio da pesca. Produtos qumicos letais, depositaram-se no fundo do mar, e poluram o ar das vilas prximas. Outras reas sofreram intensa contaminao, resultante dos testes nucleares. O Casaquisto, declarado independente em 1991, herdou estes e muitos outros problemas.

A crise econmica

A hospitalidade dos casaques proverbial. No obstante, condies econmicas adversas os obrigou a abandonar algumas de suas mais caras tradies. Um provrbio casaque diz que "quanto mais hspedes se tem, maior riqueza tambm". Tendo desfrutado do status de super potncia, hoje os casaques passam pela humilhante situao de pobreza na transio para a economia de mercado. A mfia transferiu-se para l, sufocando e dominando o comrcio. Muitos so obrigados a vender preciosos bens de famlia para comprar alimentos. Alguns se lamentam dizendo que "No tempo do comunismo era melhor. Ao menos tnhamos po, casa e respeito do mundo. Hoje no somos ningum".

Necessidades bsicas

Uma mulher chamada Sholpan sentiu fortes dores de estmago e teve que subornar um mdico para obter uma consulta, com dinheiro emprestado de parentes. O mdico lhe disse que ela teria de se submeter a uma cirurgia, e entregou-lhe uma lista de material para a operao. Todos os dias ela e seus parentes percorriam os bazares da cidade, procurando o material, inclusive anestsicos e esparadrapo. Se conseguisse tudo, voltaria ao mdico, com outra propina. Isto ilustra a total falta de itens bsicos, tais como roupas e assistncia mdica.

O ressurgimento da religio

Embora sendo historicamente muulmano, o comunismo destruiu no somente a identidade casaque, como tambm sua espiritualidade. Nas cidades, muitos ainda se dizem ateus e declaram s confiar em si prprios, pois tudo o mais falhou. Apesar disto, em todo o Casaquisto o interesse pelas coisas espirituais est em alta. Nas mesquitas, construdas com dinheiro saudita, os lderes muulmanos locais dizem que para ser casaque preciso ser muulmano. Nas vilas, o folclore islmico e seus curandeiros prendem a ateno do povo. Por toda parte proliferam as seitas, com suas filosofias, tentando preencher o profundo vcuo espiritual dos casaques.
A maior parte dos obreiros cristos se concentra na capital, Alma-Ata. Embora seja pequeno o nmero de cristos, existe grande interesse no evangelho. Apenas pores da Bblia esto traduzidas. Lamentavelmente o cristianismo visto como a religio estrangeira dos russos. De qualquer maneira, os casaques esto em busca de uma identidade.

Dados Estatsticos

Alfabetizao: Cerca de 99% alfabetizados.

Alimentao: Carne (de cavalo, frangos, bovina e de carneiro), queijos, leite de ovelhas e de gua fermentada, uma preferncia nacional. Arroz e po, uvas, meles, berinjela, tomate e outras frutas e legumes.

Artes: Poesia e narrativa de histrias.

Idioma: Casaque e russo.

Populao: 8.138.000 s Casaquisto. Incluindo os casaques que vivem em outros pases alcanam entre 10 a 12 milhes no total.

Religio: Mistura de Islamismo Sunita e folclrico nas reas rurais. Nas cidades h uma tendncia para a astrologia e espiritismo. Existem muitos ateus, devido influncia do comunismo.

Sade: 37 mdicos para cada 10.000 pessoas. Muitos problemas resultantes de poluio e radiao.

Cuidado, a pacincia uma virtude preciosa, a preguia um pecado capital.

R. Steele

mais frases

Powered by Genesis Digital